32 dicas para você curtir o verão sem se assustar com a conta de luz

single-image

Com o aumento das temperaturas no verão, o consumo de energia cresce, impactando o valor da fatura de energia. Pequenas mudanças de hábitos podem gerar um grande resultado e ajudar os consumidores a economizar.

É comum, nesta época do ano, o uso mais intenso de ventiladores, climatizadores e ar-condicionados, que, ao mesmo tempo que aliviam a sensação de calor, elevam a demanda por energia, com impacto significativo no valor final da conta de luz.

No verão, o consumo chega a ser um terço maior do que em outras épocas do ano por conta do clima mais quente.

Confira 32 dicas da Enel Distribuição São Paulo para ajudar os consumidores a curtirem o verão sem sobressaltos na conta no final do mês:

Ar-condicionado: grande vilão do consumo de energia no verão, o uso correto do ar-condicionado permite conciliar conforto e bem-estar com economia na conta de luz.

1) Ao utilizar os equipamentos, a recomendação é fechar as janelas e portas para evitar que o aparelho use mais o motor para gelar o ambiente;

2) Evitar usar o ar-condicionado na temperatura de 18 graus. Temperatura na casa dos 21 ou 22 graus já garante o conforto necessário para o ambiente;

3) Desligue o aparelho se for ficar ausente do ambiente por um período superior a 1 hora;

4) Lembre-se de limpar o filtro com frequência para evitar o uso excessivo do motor e uso ineficiente do aparelho;

5) Ao adquirir um equipamento novo, opte por aqueles que têm o Selo Procel, que indica o nível de eficiência por categoria;

6) De preferência aos equipamentos com etiqueta A do Selo Procel, que são os mais econômicos da categoria;

7) Ao comprar o ar-condicionado, dê preferência aos modelos com a tecnologia inverter. Apesar de um pouco mais caros, esses aparelhos podem trazer uma economia de até 40% em relação aos modelos tradicionais;

8) Adquira modelos com a capacidade adequada ao tamanho do ambiente. Consulte um técnico para escolher o modelo mais adequado para o local onde será instalado;

9) Ao instalar, evite a incidência direta de sol no aparelho para não forçar o uso do motor e aumentar o consumo de energia;

10) Dê preferência para a utilização de ventilador, que é muito mais econômico.
 

Chuveiros elétricos: vilão do consumo de energia no inverno, o chuveiro tem um grande aliado no verão: a maior incidência do sol aumenta a temperatura, possibilitando uma economia no uso deste equipamento.

11) Procure tomar banhos curtos. Com isso, economiza-se não apenas na conta de luz, mas no consumo de água, um bem escasso. Os aparelhos mais comuns têm potência de 5.500W, aproximadamente. Desta forma, um banho de 15 minutos por dia, para uma família de quatro pessoas, equivale ao consumo de energia de mais de 400 lâmpadas LED de 13W ligadas por uma hora, o que corresponde a cerca de R$ 100 na conta;

12) Durante o verão, use o chuveiro na posição morno ou verão. Essa medida pode trazer economia de cerca de 30% na conta de luz, ou seja, R$ 30; 

13) Outra sugestão é programar o banho para as horas mais quentes do dia;

Iluminação: evite o desperdício 

14) Aproveite a luz natural e abra as janelas e cortinas durante o dia, melhorando a ventilação do ambiente e diminuindo o uso de lâmpadas.

15) Para paredes e tetos, dê preferência às cores claras, que refletem melhor a luminosidade;

16) Troque lâmpadas incandescentes por fluorescentes ou LED, que consomem de 60% a 80% menos energia;

17) Outra vantagem da lâmpada LED é a de esquentar menos o ambiente, o que reduz o uso de sistemas de refrigeração para o controle de temperatura;

Geladeiras: sabendo usar, não encarecerá a conta

18) Não abra a porta sem necessidade e, caso abra, não deixe a porta aberta por muito tempo;

19) Não use a geladeira para esfriar o ambiente. Além de aumentar o consumo de energia, deixar a porta aberta por muito tempo força o motor do eletrodoméstico e reduz a vida útil do equipamento;

20) Verifique se a borracha de vedação da porta está cumprindo sua função. Problemas na vedação aumentam o consumo de energia, uma vez que a porta não está fechando de forma correta;

21) Nunca utilize a parte traseira do equipamento para secar roupas ou sapatos. 

Máquinas de lavar e secar: use com moderação.

22) Para otimizar o consumo de energia, utilize a capacidade máxima das máquinas de lavar e secar;

23) Nas máquinas de lavar, fique alerta à quantidade de sabão, evitando repetir a operação de enxágue;

24) Para os equipamentos com a função água aquecida, a distribuidora recomenda não usar esse recurso; e

25) Durante o verão, seque, de preferência, as roupas em um varal, aproveitando o calor para diminuir o uso das secadoras. Utilize as secadoras apenas quando realmente for necessário.

TVs e computadores: desligue quando não estiver usando.

26) Evite deixar a TV ligada se ninguém estiver assistindo;

27) Programe o desligamento automático para evitar que o equipamento fique ligado durante a madrugada;

28) No caso do computador, desligue o aparelho sempre que ficar mais de 2 horas sem utilização; e o monitor, a partir de 15 minutos;

Stand-by: aparelho desligado, mas na tomada também gasta

29) Desligue ou tire da tomada os eletrodomésticos que não estiverem em uso;

30) Evite deixar os aparelhos em modo stand-by, que segue consumindo energia;

31) Sempre desligue os aparelhos ao sair de um ambiente e nas pausas para o almoço ou intervalos;

32) Uma maneira de gerenciar os aparelhos é a instalação de tomadas inteligentes, que permitem monitorar, ligar e desligar equipamentos de forma remota.

R7