Secretaria de Saúde de Mamanguape estende horário para vacinação da Covid-19, a partir de segunda-feira (12)

single-image

Secretaria de Saúde divulgou dentro do cronograma de vacinação contra Covid-19, um horário estendido, com o objetivo de atender pessoas que trabalham e tenham dificuldades com os horários antes disponibilizados.

De acordo com o secretário Rafael Aires, o novo cronograma será em dois turnos de trabalho, visando facilitar para trabalhadores da indústria e comércio, em empresas privadas, que tenham sua rotina no primeiro horário, dificultando a ida das pessoas até os postos de vacinação. “Vendo que tínhamos uma demanda para atender, reunimos nossa equipe e montamos um novo esquema de vacinação para comtemplar os trabalhadores que tinham dificuldades com os horários”, detalhou Rafael.

O posto de vacinação D1 atende na Escola Estadual Senador Rui Carneiro, das 8h às 20h, a partir da próxima segunda-feira (12) dando sequência nesse esquema de novo horário.

A coordenadora de Vigilância em Saúde, Amanda Patrícia reforçou a importância para que as pessoas busquem a segunda dose. A D2 está sendo a aplicada na Escola Municipal Iracema Soares, das 08:30h às 13h. “Precisamos incentivar as pessoas para que façam a aplicação da segunda dose, e completem o ciclo de imunização”, destacou.

Mamanguape está vacinando pessoas sem comorbidades com 40 +; os trabalhadores de educação da Rede de Ensino Básico (Municipal, Estadual e Privado) e profissionais de saúde, com apresentação de declaração; gestantes e puérperas com ou sem comorbidades, com declaração e/ou autorização do médico; síndrome de down; pessoas com doença renal (que fazem diálise); transplantados de órgãos sólidos ou medula óssea e pessoas com deficiência permanente cadastradas ou não cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), que tenham 18 anos ou mais, sendo necessária a apresentação da xerox do laudo ou declaração do médico para comprovar o grupo contemplado.

O último boletim epidemiológico divulgado, Mamanguape tem 4597 casos confirmados, 4002 recuperados, 71 óbitos e 7040 testados descartados. Os números do ‘vacinômetro’ são com 11.924 doses aplicadas, sendo 8.919 da primeira dose e 3.005 da segunda.

Assessoria