Piloto do avião de Marília Mendonça morava em Brasília

single-image

O piloto do avião que levava Marília Mendonça morava em Brasília. Ele, a cantora e outras três pessoas morreram no acidente. Natural de Floriano (PI), Geraldo Medeiros Júnior tinha 56 anos e deixou esposa e filhos. Segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), o avião estava em situação regular. O acidente ocorreu na região de Piedade de Caratinga, a cerca de 300 quilômetros de Belo Horizonte.

Segundo relatório obtido pelo R7, o sistema de informações aeronáuticas do aeroporto de destino apontava a existência de torres de alta-tensão em montagem, oferecendo risco à aproximação. O relatório, chamado Infotemp, afirmava que as torres que estavam sendo instaladas violavam o plano básico de zona de proteção do aeroporto de Ubaporanga. O relatório que aponta essa irregularidade foi divulgado pelo sistema nos dias 3 de julho e 13 de setembro.

De acordo com um relatório da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), o avião atingiu um cabo de uma torre de distribuição antes de cair. A empresa divulgou uma nota que diz: “A Cemig informa que o avião bimotor que transportava a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas atingiu um cabo de uma torre de distribuição da Companhia no município de Caratinga.”