Programa Empreender PB assina contratos e atende pessoas com deficiência

single-image

O Governo do Estado, por meio do Programa Empreender PB, realizou, na manhã desta quinta-feira (11), assinaturas de 17 contratos para pessoas com deficiência, que agora têm oportunidade de abrir ou ampliar o seu negócio. Os investimentos somam R$ 106,8 mil.

A assinatura simbólica aconteceu na Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad) e contou com a participação do secretário executivo de Empreendedorismo, Fabrício Feitosa, e da presidente da Funad, Simone Jordão.

De acordo com Fabrício Feitosa, a parceria firmada com a Funad possibilita que pessoas com deficiência física, visual, auditiva ou intelectual tenham atendimento preferencial para acesso ao crédito do Programa Empreender PB. “No início da gestão do governador João Azevedo, em 2019, na comemoração dos 30 anos da Funad, lançamos esse dispositivo no edital do Programa Empreender, que autoriza o atendimento prioritário para pessoas com deficiência. A Funad encaminha para o Empreender as pessoas que solicitam o crédito e assim buscamos atingir um público que possui uma necessidade especial e, consequentemente, tem dificuldade de acesso ao mercado de trabalho. Acreditamos que o empreendedorismo possa ser uma alternativa de inserção profissional e social e estamos realizando esse trabalho ao longo do tempo para levar mais acessibilidade e oportunidades para pessoas com deficiência”, destacou.

A presidente da Funad, Simone Jordão, ressaltou que a ação do governo é uma atitude de grande sensibilidade e compromisso com a inclusão social: “Esse atendimento representa a condução do Governo no fortalecimento de priorizar os grupos que têm mais dificuldade de ter acesso. As pessoas com deficiência em nível nacional, não só na Paraíba, têm muita dificuldade no acesso ao emprego e ao empreendedorismo e esse trabalho que o Empreender está fazendo para todos nós é uma honra muito grande. Ao estabelecer essa parceria, ganhamos um verdadeiro presente para as pessoas com deficiência”.

Thiago Fernandes, de João Pessoa, foi um dos empreendedores que assinou o contrato, trabalha no ramo de massas e contou que com o crédito vai investir na compra de máquinas para o seu negócio: “Eu trabalho com massas para pessoas com intolerância à lactose e glúten e estou desenvolvendo meu negócio através do Empreender, que me ofereceu esse recurso. Agora vou ter a oportunidade de investir e capacitar minha vida profissional para que eu possa ter uma rentabilidade com todo esse benefício. Meus planos são de ampliar o maquinário, melhorar a qualidade do produto e assim expandir minha empresa”.