Aberto processo para eleições da FPF; atual presidente deve disputar à reeleição

single-image

Disputa pelo poder na esfera esportiva. A Federação Paraibana de Futebol (FPF-PB), publicou edital para a realização das eleições da entidade. O pleito está marcado para o dia 23 de maio. Com a publicação do edital, as chapas que quiserem se inscrever têm até o dia 13 de maio para apresentarem os requisitos necessários para a comissão eleitoral a fim de concorrer à eleição. A atual presidenta, Michelle Ramalho, já garantiu que vai buscar a reeleição.

Nos bastidores, um nome vem sendo ventilado como possível candidato de oposição: Arlan Rodrigues, ex-presidente do Atlético de Cajazeiras. Para poder viabilizar uma candidatura, o postulante precisa ter a assinatura de oito clubes profissionais e mais oito clubes amadores ou ligas.
O universo de ligas e clubes amadores é grande, enquanto o número de clubes profissionais é bem menor, o que acaba dificultando o registro de duas ou mais chapas.

As eleições para presidente da FPF tem sido acirradas Em 2014, Amadeu Rodrigues, apoiado naquele momento pela ex-presidente Rosilene Gomes, que passou 25 anos no poder, venceu o irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho.

Em 2018, Amadeu Rodrigues foi afastado do cargo pela Justiça por suspeitas de manipulação de resultados e acabou não disputando o pleito. Michelle Ramalho passou a ser o nome apoiado por Rosilene Gomes e venceu uma eleição apertadíssima, que foi para uma segunda votação, depois de um empate, diante de Eduardo Araújo. Na segunda contagem de votos, Michelle venceu Eduardo por 26 a 24 e ficou com o cargo maior do futebol paraibano.