EUA podem cortar apoio ao Brasil se militares interferirem nas eleições

O Orçamento Anual de Defesa dos Estados Unidos (NDAA) apresentou uma emenda solicitando que o governo americano investigue se as Forças Armadas do Brasil estão interferindo no pleito, segundo o portal Uol.

Serão investigadas a possível interferência na contagem de votos, manipulação para tentar reverter o resultado e participação em campanhas de desinformação para questionar o sistema eleitoral e os resultados por meio de protestos, redes sociais ou outros meios de comunicação, informa a Folha de São Paulo.

Se algum dos pontos for constatado, o Brasil pode ser enquadrado na Seção 7008, que prevê o fim da assistência de segurança dos Estados Unidos da América a países em que haja golpe de Estado ou ataques de militares à democracia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.