Segurança se reúne em Campina Grande e apresenta ações de enfrentamento de roubos e furtos de carros e assaltos a banco - Portal Diário 1

Segurança se reúne em Campina Grande e apresenta ações de enfrentamento de roubos e furtos de carros e assaltos a banco

single-image

Representantes das Polícias Militar, Civil e do Corpo de Bombeiros Militar se reuniram nesta terça-feira (12) em Campina Grande, sede da 2ª Região Integrada de Segurança Pública (Reisp), para discutir ações de enfrentamento aos crimes contra a vida e patrimoniais. O encontro aconteceu na sede do Comando de Policiamento Regional I e foi presidido pelo secretário executivo da Segurança e da Defesa Social, Lamark Donato, quando também foram apresentados novos indicadores da pasta para contagem e enfrentamento dos roubos e furtos de veículos, assim como roubos e furtos a instituições financeiras.

Durante a reunião, foi destacada a redução de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) – crimes dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte, e de crimes de roubos, inclusive bancos e veículos, de acordo com três novos indicadores: Subtração Ilegal de Veículos Automotivos (Siva), que corresponde a roubos e furtos de veículos; Siva-R, que diz respeito à recuperação de veículos recuperados ou furtados, quando são reconduzidos aos proprietários; e Subtração contra Instituições Bancárias (Siban), que corresponde aos roubos contra agências bancárias, furtos com explosões ou furtos com arrombamento, abrangendo todo o sistema financeiro (cofres, carros fortes, entre outros).

“Mantemos o contato permanente com todas as nossas áreas, para que possamos estar atualizando e mantendo informados os gestores sobre os detalhes dos índices de ocorrências que são registradas e as elucidações de crimes. Esses indicadores são extremamente importantes, pois começamos com o controle dos crimes contra a vida, que foi essencial, e estamos avançando nos crimes contra o patrimônio. Monitoramos dia a dia essas ocorrências, analisando métodos, locais, para lançar policiamento preventivo, bem como fazer repressão qualificada”, pontuou Lamark Donato.